quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Preconceito musical

No ano passado encontrei nessas minhas andanças no Myspace uma banda chamada Friendly Fires de uns carinhas ingleses cujo o som é uma coisa meio indie, eletrônico, dance-punk, oitentinha...whatever...resumindo alternativo, achei legal sharear isso com vcs embora muita gente já conheça, bom não sou nenhuma fánatica por música eletrônica mas o som desses caras me surpreendeu pela criatividade e principalmente pela voz única do vocalista e seu jeitinho "tenho um parafuso a menos" de dançar. O fato é que depois de ouvi-los meu mundo se abriu e parei de ter preconceitos com alguns gêneros musicais e descobri milhões de bandas parecidas ou com a mesma influência e tô amandoooo! Vi o quanto deixamos de aprender quando dizemos não sem antes experimentar, vejo muita gente assim por ai.. eu me considero uma pessoa muito aberta musicalmente, ouço mil vezes uma coisa pra depois dizer que é um lixo, no meu computador tenho mais de 35g só de música de todos os tipos e de toda parte do mundo, mais ainda me pego dizendo Não algumas vezes por puro preconceito e acabo perdendo mil coisas bacanas que existe! O problema é que ainda associamos certos genêros musicais ao público que as ouve e se não houver uma identificação com o seu público logo nunca ouviremos a música, mas percebo que hoje cada vez mais a música está se desprendendo disso tudo, esta cada vez mais sem rótulos ou tribos, mesmo porque hoje tudo virou um panelasso só e não existe mais aquela coisa de "tribos", claro que ainda tem aquela galera da rave, aqueles do axé, os do sertanejo, os alternativos e etc.. mas todos circulam livremente em todos os meios, acho isso uma evolução pois cada vez mais deixamos de ser "tribos" para nos tornar indivíduos, nossa cultura musical só enriquece e a música toma seu papel de origem que é de unir não de separar!
Baixo o preconceito musical..
video

0 comentários:

Postar um comentário

Oii pipo, obrigado por comentar!